Rigidez da raquete de Tênis: Guia para escolher a certa


Para entender melhor sobre a rigidez que é uma das mais importantes especificações de uma raquete de Tênis, eu fiz uma extensa pesquisa e nessa matéria vou compartilhar o resultado dela, para que essa informação te ajude a fazer a escolha certa ao procurar por uma nova raquete.

A rigidez em uma raquete de Tênis é a capacidade dela se distorcer quando sofre um impacto, isso influencia diretamente nos golpes já que é no impacto da raquete com a bola que ela entre em ação.

As raquetes de Tênis possuem uma rigidez normalmente entre 50 RA e 85 RA, quanto maior o valor, mais rígida ela é, quanto menor o RA, mais flexível é a raquete. Raquetes mais atuais possuem rigidez entre 60 RA e 75 RA no máximo.

A raquete mais flexível normalmente reproduz menos potência e uma alta taxa de controle e conforto.

A raquete muito rígida gera bastante potência nos golpes e baixo controle e conforto.

Aqui nesse link eu fiz uma matéria explicando a fundo sobre as raquetes mais flexíveis, lá tem também listado alguns dos modelos de raquetes de Tênis mais flexíveis que existe.

O que é exatamente o RA? O RA é uma medida comumente usada somente para raquetes, ela significa Racquet Analysis (Análise de Raquete). A fórmula do cálculo não foi divulgada e é propriedade da Babolat que é a fabricante da máquina de análise e cálculo dela.

Rigidez ideal para raquete de iniciantes

O ideal é que os iniciantes no Tênis usem uma raquete mais rígida já que assim ela vai dobrar menos ao entrar em contato com a bola e transferir mais energia para ela resultando em mais potência, algo que um iniciante precisará muito de uma raquete.

A rigidez da raquete Babolat Pure Drive é de 70, uma quantidade considerada alta, portanto essa raquete reproduz mais potência nos golpes, o conforto dela não é dos melhores e ela não é uma raquete voltada para controle.

A Pure Drive está em primeiro lugar na minha lista das melhores raquetes para iniciantes que você pode acessar nesse link aqui. Dê uma olhada nessa lista e descubra que algumas raquetes que indiquei não são necessariamente as mais rígidas e que esse é só um dos fatores para raquetes de iniciantes.

Um fator muito importante para qualidade dos golpes no Tênis é acertar a bola no meio das cordas (Sweetspot), isso porque essa região é mais estável e a energia passada para a bola no momento do impacto é maior, seu golpe é mais previsível e potente.

Quando uma raquete é muito rígida, mesmo se você acertar a bola fora dessa zona central ideal, ela ainda não vai perder tanta potência e controle se fosse em uma raquete mais flexível.

Os tenistas que estão iniciando no esporte não conseguem acertar tanto na região central (Sweetspot) da raquete quanto os mais experientes, e por isso, eles vão se beneficiar mais ainda em usar raquetes mais rígidas.

Quando é melhor ter uma raquete mais flexível

Uma raquete muito flexível é normalmente recomendável para quem busca controle e conforto, porém, existem raquetes bem flexíveis que usam de outros recursos para também gerar bastante potência.

Jogadores com uma técnica já formada que conseguem, sem a ajuda da raquete, colocar a bola com profundidade no campo adversário, irão se beneficiar mais de uma raquete flexível já que ela vai lhe dar mais controle para jogar a bola onde quer e ainda seu braço irá sofrer menos com desconforto.

Se você é iniciante no Tênis, saiba que mandar a bola profunda na quadra do adversário é uma grande vantagem para seu jogo, se você usa uma raquete muito flexível que não gera potência sem ajuda da técnica, você terá muita dificuldade de mandar bolas no fundo da quadra, nesse caso é melhor procurar uma raquete voltada para potência ou então uma menos flexível.

No entanto, é bom relembrar sempre que a rigidez de uma raquete nem sempre reflete no fato dela ser indicada para iniciantes ou jogadores avançados, porque há outros fatores em uma raquete que influenciam a produção de potência, controle e conforto.

A corda usada impacta muito nesses 3 fatores, para saber mais sobre as cordas, confira esse guia que fiz para escolher a corda ideal para o seu tipo e nível de jogo.

Como medir a rigidez de uma raquete

A única forma de medir a rigidez de uma raquete de Tênis com o valor RA exato é através de uma máquina apropriada. As máquinas criadas pela empresa Babolat para isso são conhecidas como RDC, elas não são muito baratas e podem ser encontradas para vender principalmente no exterior.

A máquina RDC funciona assim, você prende a sua raquete em uma estrutura desde o cabo até a cabeça, depois de acionar o botão da função, a máquina então vai começar a medir a flexibilidade da raquete, você notará que ela irá empurrar a raquete para baixo por alguns segundos.

No vídeo a seguir eu avancei para a parte onde uma pessoa mostra a rigidez de uma raquete sendo medida pela máquina RDC, a máquina possui outras funções além desse cálculo que são demonstradas nesse mesmo vídeo.

Importante saber: A máquina da Babolat de RDC não mede a flexibilidade da raquete em outras partes dela e isso pode mudar de uma raquete para outra. O RA pode ser alto na região que a máquina mede, porém, ser baixo em outra parte da raquete.

A Babolat pode até ter exclusividade na fórmula de medição do RA de uma raquete, mas a Wilson criou outra fórmula para determinar o quanto flexível ou rígida uma raquete é, essa medida se chama S.I. ou Stiffness Index (Índice de Rigidez).

O SI é medido em milímetros (mm) em uma máquina, deve-se prender a raquete através do cabo, na parte da cabeça fica posicionado um medidor, deve-se colocar um peso na cabeça, depois de ligar a função da máquina, deve-se remover o peso e a medida será apresentada.

O ruim de usar esse método é que ele mede em milímetros a rigidez de uma raquete com base em testes da Wilson em suas próprias raquetes, eles normalmente informam uma porcentagem para indicar o quanto uma raquete é mais flexível que outra raquete deles.

Além disso, a Wilson não revela a medida SI de todas suas raquetes e fazer a comparação para ter uma ideia melhor da rigidez não é uma tarefa fácil com esse método.

Se você for pensar bem, esse método medido pela Wilson pode ser recriado por um dispositivo caseiro, você precisaria somente prender a raquete pelo cabo, colocar um peso na cabeça dela e depois com uma régua tentar descobrir quantos milímetros ela irá se mover depois que você retirar o peso.

Mas, para mim, acho complicado e não confiável criar esse dispositivo e prefiro só acreditar na medida fornecida pelo fabricante ou então comparar duas raquetes com o seguinte método:

Uma forma caseira de ter uma ideia da flexibilidade da raquete de Tênis é colocar ela em cima de uma superfície dura e lisa como uma mesa, por exemplo, e com os dedos posicionados na parte da garganta da raquete (aquela que liga a cabeça com o cabo), coloque pressão para baixo sem fazer muita força e veja o quanto essa parte da raquete consegue encostar na superfície ou chegar mais perto dela.

Quando a raquete facilmente se move para baixo, quer dizer que ela é muito flexível, caso ela seja mais rígida ela não se move muito. A raquete que usei na foto anterior tem RA 65 e ela não se mexia muito.

Mas quando eu comparo ela com minha outra raquete que tem RA 70, eu percebo que ela se move um pouco mais do que a outra.

Influência da rigidez da raquete de Tênis no conforto

Teoricamente, quando uma raquete é muito rígida ela causa mais desconforto no braço do que uma raquete mais flexível, no entanto, algumas pessoas podem sentir que é o oposto.

É uma questão de sensibilidade, algumas pessoas podem sentir melhor jogando com uma raquete rígida porque ela dá mais estabilidade nos golpes que pode diminuir as vibrações durante o impacto.

Não há pesquisas que concluam de fato o que é melhor para o conforto do braço com relação a rigidez da raquete e por isso há alguns debates com relação a esse assunto e muito preferem usar raquetes mais rígidas.

A verdade é que a rigidez da raquete impacta somente um pouco no conforto, se você mudar o tipo de corda irá sentir um impacto muito maior no conforto do braço do que da rigidez da raquete.

Então, não ligue muito para os valores de RA de uma raquete se você quer conforto, confira as avaliações de quem usou a raquete e perceba se a maioria achou ela confortável ou não.

Não são todos os fabricantes que usam a máquina da Babolat para medir o RA de uma raquete de Tênis, alguns fornecem o valor da raquete sem cordas e outras com ela encordoada, o que reflete no resultado, e nem sempre esses valores podem ser comparados justamente, portanto reforço que o melhor é ouvir a opinião de quem usou a raquete.

Você irá se surpreender com alguns modelos de raquete com RA altíssimo que são muito mais confortáveis do que raquetes de RA baixo.

Caso você tenha problemas no braço, eu recomendaria usar uma raquete mais flexível, mesmo que o impacto seja pouco ele pode fazer a diferença, saiba que a maioria dos jogadores de Tênis com problema no braço sofrem mais usando raquetes muito rígidas.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes