Top 5 melhores cordas para raquete de Tênis – 2021


Escolher a corda certa para a sua raquete é tão importante quanto escolher uma boa raquete, no mercado há diversos modelos e marcas, mas alguns deles se sobressaem muito mais do que outros.

Mesmo que você, assim como eu, não encordoe sua própria raquete, é importante saber qual tipo de corda é melhor para você pedir para o profissional aplicar em sua raquete.

Após pesquisar bastante e conhecer melhor as características e importância de uma corda, criei essa lista com somente as melhores cordas para raquetes de Tênis de quadra, confira.

Top 5 melhores cordas de raquete de Tênis de quadra:

  1. Babolat RPM Blast
  2. Luxilon ALU Power
  3. Tecnifibre Triax
  4. Solinco Confidential
  5. Wilson NXT

No final dessa lista escrevi algumas informações para te ajudar a escolher a melhor corda para seu perfil, afinal de contas, nem todos tenistas são iguais, todos temos nosso nível de técnica, necessidades ou limitações físicas.

Se você ainda não escolheu uma raquete para você, eu também escrevi uma lista recomendando raquetes boas para spin (clique e acesse) e raquetes boas para controle (clique para ir na página).

1 – Babolat RPM (A grande favorita)

A Babolat RPM Blast (clique para saber o preço dela na Americanas) é a corda endossada pelo Rafael Nadal, ela tem uma ótima qualidade e é um modelo muito popular que facilita os tenistas a aplicar o Spin na bola.

Feita de poliéster, ela é bem durável, as características mais marcantes da Babolat RPM Blast é o Spin e a potência que você pode gerar em seus golpes.

A linha RPM da Babolat possui muitos modelos, a mais vendida ou considerada original é aquela que está escrito no pacote “RPM Blast Spin Control“, é bom notar que as embalagens mudam com o tempo e algumas mais antigas vão conter uma aparência diferente, ela é uma corda muito boa, porém, não necessariamente a melhor da linha.

Existe também a Babolat RPM Rough Spin Max uma corda que chega a gerar mais Spin do que a original da família RPM, a RPM Team Spin é uma versão mais macia da RPM original que vem na cor rosa, já a RPM Pro Hurricane Tour é uma corda parecida com a RPM Blast original só que com cor diferente e consequentemente uma sensação diferente é produzida por ela.

A RPM Power Spin Power é uma boa opção para fazer hibrido (coloque ela no Main com outra da linha) caso você queira uma sensação mais macia ( você terá uma hibrida que é amigável para seu braço, que gera Spin e potência), essa corda é a segunda mais macia da linha só perdendo para a RPM Team Spin.

Saindo da linha RPM, outra corda muito conhecida e de qualidade é a Babolat VS de fibra natural, perfeita para o máximo de Spin, uma corda cara e difícil de achar em qualquer loja.

A Babolat VS Touch é usualmente mais cara do que as outras cordas, mas vale a pena, se você tiver condições financeiras, essa é a primeira opção de corda que você deveria considerar.

Dica de economia: Se você for no exterior ou sabe de alguém que vem de lá, experimente comprar a corda Isospeed Baseline Control, ela é extremamente parecida com a Babolat RPM Blast e custa muito mais barato.

2 – Luxilon ALU POWER (Excelente durabilidade e qualidade)

A Luxilon ALU Power (clique aqui para ver o preço dela na Americanas online) é uma corda de poliéster de alta qualidade, e se você não está familiarizado com as marcas de corda, saiba que a Luxilon é extremamente bem vista pelos tenistas de nível intermediário e avançado.

A Luxilon ALU POWER com tecnologia Big Banger une três preciosas características para os tenistas, Spin, controle e durabilidade.

Com essa corda você pode aplicar bastante efeito na bola e ao mesmo tempo colocar ela onde você quer. O interessante é que ela está disponível em vários modelos que englobam diferentes estilos.

A Luxilon ALU POWER 125 é a mais comum e muitas vezes conhecida como a normal da linha, tem a ALU POWER SPIN 127 que é voltada para gerar mais Spin, a ALU POWER ROUGH 125 que é bastante usada para fazer corda híbrida no estilo Federer e a ALU POWER SOFT 125 que é um modelo mais suave que é recomendado para quem tem algum problema no braço.

Essa corda custa um pouco mais alto do que as outras, mas ela também dura até mesmo mais do que outras cordas de poliéster.

Essa foi a primeira corda que comprei para testar dessa lista, comprei ela junto com minha nova raquete, a Wilson Steam 99, e usei ela por cerca de 6 meses, é realmente diferente das outras e cumpre o que promete, usei a de 125 mm.

Foto da minha raquete com a corda Luxilon ALU POWER 125.

Nos primeiros quatro meses de teste com a ALU POWER Big Banger foram mais intensos que o meu normal, em tempos comuns eu só jogo uma vez por semana, mas nesses meses em específico eu joguei no mínimo 2 e até 3 vezes por semana com ela.

É claro que as primeiras horas de uso com a corda ela tinha um comportamento incrível de corda nova, um som maravilhoso e notei pouco esforço no meu braço para fazer a bola dar spin, mas mesmo depois desses meses ela está muito boa, mesmo após ter perdido aquela tensão do primeiro uso.

Se preferir uma recomendação diferente e com preço mais acessível, outra corda com ótima durabilidade é a Tecnifibre ATP Razor Code (veja o preço dela na loja Americanas).

3 – Tecnifibre Triax (Sensação de fibra natural)

O mais novo lançamento no mercado de cordas de raquete que está ganhando fãs pelo mundo todo é a Tecnifibre Triax (clique e confira o preço na Americanas.com), uma corda que não é de fibra natural mas que chega bem perto da sensação de jogar com uma, é tão parecida que até mesmo o preço é um pouco mais salgado que as outras dessa lista, mas definitivamente é mais econômica do que a corda de fibra natural.

Sua semelhança com cordas de fibra natural impacta também a durabilidade, ou seja, você vai precisar trocar de cordas mais vezes se escolher jogar com a Triax ao invés das outras cordas dessa lista, em geral, o preço e a durabilidade são os dois pontos ruins dessa corda e os motivos dela não estar no primeiro lugar.

Essa corda é o primeiro de multifilamento feito de fibra de copoliéster, para comparação a Triax é similhar a corda Luxilon Element (se você gosta da Element definitivamente tem que tentar a Triax). Na caixa da corda está escrito que ela é boa para Spin, conforto no braço e durabilidade, mas jogadores que a usam alegam que essa corda dá muita potência também.

4 – Solinco Confidential (Minha preferida)

A Solinco Confidential foi a terceira corda que testei, atualmente usei ela umas 5 vezes e estou confiante em dizer que das que já usei essa é minha preferida.

Minha primeira impressão foi maravilhosa, ela é macia e ao mesmo tempo bem firme, no primeiro dia com a tensão de 52 Lbs o som que ela emitia ao bater na bola era lindo e pareceu que eu não precisava fazer muito esforço para a bola andar na quadra, o saque então foi incrível, ela dá muita firmeza nos voleios e principalmente no Slice, na minha percepção a minha esquerda ficou melhor ainda com essa corda, talvez seja porque ela é melhor com golpes chapados e de slice, só pode ser isso porque ambos golpes são bem mais fáceis de executar agora.

Um ponto positivo é que ela é um pouco mais barata do que a Luxilon Alu Power, na época que comprei eu paguei em torno de 119 reais já contando o valor do frete, a Alu Power gastei 159 reais e foi um pouco mais barato porque adquiri ela junto com a compra de uma raquete. Preciso de mais alguns meses com a Confidential antes para saber se ela vai manter a tensão e vai durar os 6 meses que durou a corda da Luxilon, assim que possível volto e edito essa lista. Pra falar a verdade, se as duas tivessem o mesmo preço, eu escolheria a Solinco Confidential.

A Corda Solinco Confidential de perto na minha raquete. Essa é a 16L de 1.25mm.

Um ponto negativo sobre essa corda é de que é difícil encontrar ela em lojas brasileiras, mas não impossível, eu adquiri a minha na loja FM Tennis, uma loja virtual de uma academia de Tênis, se você está um pouco desconfiado por não ser uma loja muito conhecida, saiba que fiz a compra e chegou tudo certo, então eu diria que a loja é confiável, a corda não veio na caixa porque é daquelas tiradas do pacote maior, o bom em comprar assim é o preço.

Embalagem da corda Solinco Confidential quando chegou da entrega.

Uma curiosidade é que preferi jogar com essa corda sem um antivibrador, parece que ela fica melhor sem um. Outra característica é que essa é uma corda que não anda na sua raquete, ou seja, você não precisa ficar pondo ela de volta no lugar de tempos em tempos, ela nunca fica torta.

5 – Wilson NXT (Ótima em evitar lesões)

Para quem tem ou quer evitar lesão no braço ou o Cotovelo de tenista (Tennis Elbow), uma boa recomendação é usar a corda Wilson NXT (confira o preço na Americanas.com clicando aqui).

Feita de multifilamentos, essa corda minimiza as vibrações que afetam o seu braço, então ela é bem macia. Você vai encontrar a versão POWER que é para quem quer mais potência nos golpes, na versão COMFORT que é um pouco mais durável que a POWER mas que não gera tanta potência quanto ela.

Ela proporciona uma potência controlável e um conforto extremo sem sacrificar a sensibilidade nos seus golpes. Você vai perder um pouco do Spin e do controle que outras cordas (poliéster) podem proporcionar em seus golpes.

Na mesma linha existe a corda Wilson NXT CONTROL que é feita de fibras e poliéster, ela é menos macia que as de multifilamentos, mas gera mais Spin, mais controle, menos potência e dura muito mais.

O maior problema dessa corda é a durabilidade, por isso recomendo que você escolha uma de calibre 16 dessa linha para desgastar menos.

Pode ser cedo para dizer, mas essa é um corda indicada para quem quer realmente economizar e se você preza qualidade mesmo, vai nas quatro primeiras dessa lista, notei também que precisei por mais esforço para gerar potência com ela e ela não faz um barulho tão bonito quando bate na bola, pessoalmente perdi um pouco do “feeling” ou sensibilidade com ela.

Cordas fora da lista

A seguir vou listar cordas que estavam nessa lista e que retirei porque encontrei opções melhores, porém se você viu uma dessas cordas na loja e resolveu comprar, ainda vai saber minha opinião sobre ela e te ajudar a escolher melhor.

Prince Synthetic Gut

A Prince Synthetic Gut (clique para ver o preço dela na Americanas) é uma das melhores cordas de fibra sintética, ela pega muito bem os benefícios de uma fibra natural, só o Spin dela que não será tão excelente quanto o da natural.

A Prince Synthetic Gut já está a muito tempo no mercado e é usada por vários tenistas no mundo todo como uma opção mais econômica, porém há um problema nisso, você pode até pagar bem barato, mas vai ter que trocar ela com mais frequência do que outras mais caras e consequentemente vai gastar mais, cabe a você avaliar se você vai economizar mais comprando umas 3 delas do que somente uma corda que dura mais caso o tempo de uso seja aproximado.

Como pode ver, nessa cor natural ela é bem transparente e suja fácil.

Ela está disponível em várias cores diferentes, apesar dela não exceder em qualidade como os outros modelos dessa lista, ela é uma ótima opção para você que não tem dinheiro agora.

Comprei essa corda e usei ela por cerca de um pouco mais do que um mês, Logo no primeiro dia já percebi como ela sai mais fácil do lugar do que as outras, nas outras vezes que usei então se intensificou mais ainda, você vai precisar ficar colocando a corda do lugar constantemente, após esse período ficou praticamente impossível jogar com ela, ou seja, ela dura muito pouco tempo.

Mesmo na Luxilon ALU POWER que é uma corda que “vai andar” na cabeça da raquete e precisa ser colocada no lugar, a intensidade dela não é tão alta, na Synthetic Gut até mesmo a corda Cross (corda da horizontal) sai do lugar em alguns momentos, por um lado é bom porque você sempre tem uma corda para mexer e eu acho isso uma ferramenta boa para se manter focado no jogo, mas por outro, pode irritar quem não está acostumado a fazer isso, sem contar que pode atrapalhar se a corda estiver torta.

Apesar de ser fácil de sair do lugar, ela é mais dura e difícil de colocar no lugar, fica mais fácil depois que ela perde tensão, comigo foi na segunda vez que usei para a tensão dela diminuir e facilitar meu trabalho de alinhar a corda na cabeça da raquete.

Tipos de cordas de Tênis mais duráveis

O tipo de material ao qual sua corda é feita impacta bastante a durabilidade dela e em como você vai sentir sua batida.

As mais duráveis são as feitas de fibra sintética de Kevlar ou as de Vectran, em seguida vem as de poliéster. Para mais informações detalhadas sobre os tipos de cordas para jogar Tênis, eu fiz uma matéria completa no assunto aqui nesse link.

Calibre (Gauge) da corda de Tênis

Uma informação que você vai encontrar na embalagem da corda é o Gauge ou calibre, ele normalmente varia entre 15 e 19, essa medida indica o quão grossa a corda é.

Quanto mais grossa a corda, mais durável ela será, as cordas mais finas são melhores para jogar, facilitam mais o efeito de Spin na bola, mas se desgastam muito rápido.

A tabela abaixo vai te ajudar melhor porque a nomenclatura pode confundir, lembre-se, a mais fina é a com menos milímetros e com o gauge maior.

MilímetrosCalibre (Gauge)
1.20 mm18
1.25 mm17
1.30 mm16
Os 3 calibres mais populares em cordas de raquete.

Obs: A milimetragem dos calibres pode alterar dependendo da marca e modelo da corda, a tabela acima corresponde a valores mais usados no mercado.

Algumas fabricantes de cordas só colocam a milimetragem da corda na capa, é o caso da Luxilon, ir pela milimetragem é realmente mais garantido já que as marcas nem sempre usam o mesmo número de calibre ou Gauge, às vezes o 18 de uma marca pode ser o 17 de outra.

Para quem quebra muito as cordas

As cordas que duram mais são normalmente feitas de fibras de tecido como a sintética feita de aramida (Kevlar) que é um polímero muito resistente ou as de LCP (Polímero de Cristal Líquido) ou Vectran.

Essas cordas possuem menos elasticidade do que as de poliéster, então são bem exigentes com o braço do tenista. Alguns jogadores chegam a comparar a sensação de usar essas cordas com a de rebater com um pedaço de madeira.

Essas cordas são recomendadas só para jogadores avançados que jogam mais vezes e quebram muito as cordas, para eles elas são mais econômicas, mas para o jogador recreativo ou que normalmente não quebra muito é melhor evitar usá-las.

Uma das melhores do tipo é a Ashaway Crossfire Kevlar, o ruim é que é bem difícil encontrar ela para vender nas lojas online, só nas do exterior para achar.

As cordas usadas por tenistas profissionais

As cordas de poliéster são bastante usadas por profissionais, elas são duráveis e não maltratam o braço tanto assim, coloque uma tensão mais baixa nela que será mais confortável ainda. Elas duram muito mais que as de fibras de nylon.

Muitos profissionais usam uma mistura de corda com poliéster e alguma outra de material sintético ou de fibra natural, as chamadas hibridas.

As hibridas funcionam assim: as cordas na horizontal são de um material e as da vertical são de outro material, normalmente a vertical é a principal e por isso é colocada uma corda mais durável nela.

As melhores cordas para manter a tensão na raquete

As cordas de Tripa Natural são as mais top de linha para manter a tensão por mais tempo, no entanto, elas são mais vulneráveis contra a umidade e podem se desgastar mais rápido, antigamente era pior, mas mesmo assim é bom evitar de jogar na chuva com ela.

Elas são normalmente mais caras, mas proporcionam uma sensação muito melhor para jogar, antes elas eram mais predominantes entre os tenistas profissionais, mas agora eles estão usando cordas mais hibridas.

Cordas macias para tenistas que têm problemas com lesões

As cordas mais macias que são boas para quem tem lesões são as de multifilamentos, elas são uma ótima combinação de conforto e potência, porém elas perdem bastante a tensão, até mais do que as de fibra natural.

Essas cordas são feitas pela junção de fibra de nylon ou outro material enrolado e normalmente são consideradas mais macias por conta dessas características físicas.

Influência na cor da corda da raquete

A cor da corda pode influenciar um pouco, quando ela é pintada ela pode ficar um pouco mais rígida do que a com a cor natural que é normalmente mais macia, isso é mais evidente em cordas de Poliéster.

Qual tensão de corda de tenis é melhor

Escolher a tensão que é melhor para a sua corda depende de alguns fatores como sua preferência e até mesmo a indicação do fabricante da sua raquete.

Uma tensão mais baixa proporciona mais potência e uma tensão mais apertada dá mais controle.

O senso comum é que os jogadores mais iniciantes usam uma tensão mais baixa e que os jogadores mais avançados usam uma tensão mais apertada.

Se você não sabe realmente qual tensão colocar na sua corda, pode olhar a recomendação do fabricante que pode ser encontrado no site oficial ou então na própria raquete.

Ela fica bem escondida, normalmente perto do cabo, na lateral, a tensão recomendada da minha está entre 50 e 65 libras.

Lugar onde normalmente fica indicada a tensão recomendada para a raquete.

Comece colocando o valor do meio do recomendado e depois mude conforme você vai testando até achar uma tensão que te agrade mais.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes