Qual era a raquete que o Guga usava?


O Gustavo Kuerten ou Guga sempre usou uma raquete da marca Head em suas partidas de torneios profissionais, descubra nessa matéria tudo sobre o modelo da raquete dele.

Durante o auge de sua carreira, Guga usou a raquete Head Pro Tour 630 (PT630) que é também conhecida como Pro Tour Trisys 280 com a corda sintética Luxilon Alu power, ao longo dos anos sua pintura foi alterada para a de outros modelos de raquetes.

Guga usou essa mesma raquete para conquistar seus títulos de 1997, 2000 e 2001 de Roland Garros.

As especificações da raquete sem modificações:

  • Peso com cordas: 340 g
  • Equilíbrio (Balance): 8 pts Head Light
  • Tamanho da cabeça: 97.6
  • Rigidez: 58
  • Swingweight (Peso dela em movimento): 320 kg · cm2
  • Padrão de cordas: 18×20
  • Comprimento: 27 polegadas / 68.58cm
  • Espessura (Beam Width): 20mm / 20mm / 20mm
  • Composição: Grafite e High Twaron

Não sei de fato se o Guga adicionou algum peso a mais na raquete, é bem comum os profissionais modificarem com fitas de chumbo e silicone no cabo, portanto, as especificações acima são para o modelo sem modificações que encontrei no site prostocktennis.com.

Guga não usava o Cushion Grip na raquete, somente 2 overgrips (Tourna Grip).

Guga não usava o Cushion Grip na raquete, somente 2 overgrips (Tourna Grip). Se você não sabe ao certo a diferença do Cushion Grip e Overgrip, leia essa matéria que escrevi aqui no blog lá eu explico melhor.

Dá para comprar a Head Pro Tour 630?

É extremamente difícil encontrar uma Head Pro Tour 630 que foi originalmente lançada nos anos 90, esse modelo de raquete foi descontinuado e você terá muita sorte se achar uma usada para comprar.

O nome dessa mesma raquete foi alterado para o mercado dos EUA e você encontra ela com o nome Pro Tour Trisys 280, já o nome Pro Tour 630 foi usado para as raquetes no mercado Europeu.

Mesmo um modelo usado da Pro Tour 630 já não seria melhor do que comprar uma raquete nova já que ela se desgasta com o tempo, eu falo um pouco mais sobre o desgaste de raquetes aqui nessa matéria.

Curiosidade: O 630 no nome pode se referir ao tamanho da cabeça da raquete em centímetros por quadrado, normalmente os fabricantes disponibilizam essa informação em polegadas por quadrado o que seria mais ou menos 97.6 nesse caso.

Mesmo sabendo que é difícil encontrar a original para comprar você ainda pode jogar com uma raquete muito parecida com a do Guga, a Head lançou em 2020 a linha Pro Tour 2.0, ela é baseada no molde de raquete Pro Stock PT57A usado pelos profissionais que não quiseram abandonar o modelo.

As fábricas de raquetes normalmente produzem modelos conhecidos como “Pro Stock” para os profissionais usarem, essas raquetes usam um molde igual ou modificado de modelos lançados para os consumidores em geral.

A Pro Tour 2.0 usa o molde da PT57A com a pintura da Pro Tour 630 com o mesmo padrão de corda da raquete que o Guga usava, o 18×20, porém, ela é um pouco mais rígida do que a PT57A.

Configurações da Head Pro Tour 2.0

  • Peso com cordas: 343 g
  • Equilíbrio (Balance): 6 pts Head Light
  • Tamanho da cabeça: 97.6
  • Rigidez: 65
  • Tensão recomendada: 50-60 lbs
  • Swingweight (Peso dela em movimento): 335 kg · cm2
  • Padrão de cordas: 18×20
  • Comprimento: 27 polegadas / 68.58cm
  • Espessura (Beam Width): 20mm / 20mm / 20mm
  • Composição: Grafite

Trazer um modelo tão antigo de volta foi uma boa escolha da Head, esse modelo é muito famoso pelos aficionados por raquetes e muitos deles vão finalmente poder comprar em um preço mais acessível já que os Pro Stock são mais caros e difíceis de encontrar.

A raquete Pro Tour 630 da Head foi desenvolvida através do molde da Radical MP de 1993 com mudanças no equilíbrio e flexibilidade. Nos anos 2000 a Pro Tour 630 recebeu uma reedição feita na China.

Pro Tour 630 vs PT57A

Eu não tenho as 2 raquetes, mas em fóruns na internet as pessoas que possuem o modelo Pro Stock PT57A e o antigo PT630 afirmam que, apesar delas terem especificações tão próximas, jogar com a PT630 lhe dá uma sensação mais sólida.

A Pro Stock PT57A é um pouco mais leve que a PT630.

Você deveria usar uma raquete igual?

Se você está interessado em usar a Head Pro Tour 2.0 é bom saber que ela não é o modelo indicado para jogadores iniciantes, se você é um jogador mais experiente não tem problema em usar ela.

Caso você já jogue Tênis por muito tempo, olhe as especificações dessa raquete e compare com as da sua, se o peso, o Swingweight e o tamanho da cabeça delas forem próximos, você não terámuitos problemas em usar ela.

É bom lembrar que apesar de ter especificações parecidas, algumas raquetes são diferentes, fatores como a flexibilidade influenciam também, para garantir que a raquete será boa para você o bom é testar ela antes.

Se você é fã do Guga e gostaria de usar uma raquete mais parecida com a dele só de vez enquanto e vai continuar usando a sua, é uma boa ideia investir nela, só não recomendo você fazer isso caso essa seja a primeira raquete que você vai comprar.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes