Os principais torneios de Tênis (Masculino e Feminino)


Diferente de alguns esportes, campeonatos oficiais de profissionais de Tênis ocorrem o ano todo sem interrupções e são vários deles espalhados pelo mundo todo.

Nesse guia vou apresentar os torneios mais famosos e prestigiados do Tênis de quadra, quantos pontos eles dão para os vencedores e em que época do ano eles acontecem.

Dessa forma você vai poder organizar sua agenda para acompanhar seu tenista favorito durante o ano.

Se você nem sabe como fazer para assistir partidas de Tênis, vá nessa outra matéria que escrevi aqui no blog sobre onde assistir Tênis ao vivo, clique e acesse.

Atualização: Em dezembro de 2020 foi anunciado que os torneios de Tênis feminino vão mudar a nomenclatura para ser mais parecido com os torneios masculinos. Os nomes ficarão assim: WTA 1000, WTA 500, WTA 250 e WTA 125, o valor do prêmio e os pontos permanecerão o mesmo.

Os 4 Grand Slam do Tênis

Chamados de Grand Slam, esses 4 torneios de Tênis são os mais prestigiados e importantes para o esporte, anualmente eles reúnem os melhores atletas do mundo todo com as maiores pontuações no ranking e as maiores premiações em dinheiro.

Todos os Grand Slam no Tênis possuem várias categorias diferentes, tanto no masculino quanto no feminino, há o campeonato principal que é o de simples, os outros são o de duplas, o juvenil, partidas de exibição e o de Tênis de cadeira de rodas.

Quem ganha um Grand Slam recebe a maior pontuação de torneio no ranking mundial, 2000 pontos.

No masculino as partidas de simples em um Grand Slam são decididas por melhor de 5 Sets e no feminino por melhor de 3 Sets.

Australian Open (Janeiro)

Sediado em Melbourne na Austrália, esse Grand Slam iniciou em 1905, as quadras desse torneio são de piso duro, mas por conta do calor elas chegam a ser mais rápidas que as quadras do Aberto dos EUA que também são de piso duro.

Para saber mais detalhes sobre as quadras mais rápidas do Tênis, clique aqui e leia o artigo que fiz aqui no blog, lá eu explico qual é a mais rápida e qual a mais lenta.

Também conhecido pelo acrônimo AO, esse Grand Slam é caracterizado por sua modernidade e inovação, curiosamente ele é também cercado pela vida animal, é comum a visita de animais e insetos durante o evento.

French Open (Entre Maio e Junho)

O Aberto da França, popularmente conhecido como Roland Garros, foi primeiramente criado em 1891, ele é sediado em Paris e é o único Grand Slam que é jogado em quadras de saibro.

Diferente dos 3 outros grandes torneios, o Roland Garros não usa o sistema de replay em vídeo para determinar se a bola saiu ou não, o juiz da partida precisa ir na quadra verificar a marca deixada pela bola.

Para nós brasileiros esse Grand Slam é o mais especial, pois foi nele que o Guga venceu 3 vezes.

Dos Grand Slam, esse é um dos que mais exigem um bom condicionamento físico dos tenistas devido sua superfície facilitar longos rallys e pelo fato de não ter TieBreak no Set final.

Wimbledon (Entre Junho e Julho)

O Wimbledon é o primeiro grande torneio de Tênis, ele foi criado em 1877, sediado em Londres no All England Club, ele é o único Grand Slam do Tênis onde as quadras são de grama.

Ele é conhecido também como The Championships. Aqueles que jogam em Wimbledon percebem que sua plateia é mais silenciosa do que a dos outros 3 Grand Slam.

Dentre os 4 Grand Slam, o Wimbledon é o mais famoso e prestigiado. A tenista brasileira Maria Esther Bueno ganhou 3 títulos lá e ela revelou que sua maior vitória foi de uma das conquistas nesse torneio.

Curiosamente, você não vai encontrar patrocínio de nenhuma outra marca além da Rolex dentro das quadras de Wimbledon.

Esse torneio é um dos menos flexíveis com relação a mudanças, suas regras de etiqueta são bem mais rígidas do que a dos outros 3 torneios mais famosos, mas isso não quer dizer que o torneio seja chato e rígido demais.

US Open (Entre Agosto e Setembro)

Inaugurado em 1881, o Aberto dos Estados Unidos ou Aberto dos EUA é disputado em quadras de piso duro de acrílico em Nova York.

A plateia do US Open costuma ser bem mais participativa nas partidas em comparação a dos outros Grand Slam.

O US Open é especial para o Brasil porque foi lá que a tenista Maria Esther Bueno conquistou 4 títulos em simples, o Grand Slam que ela ganhou mais.

Esse foi o primeiro Grand Slam a usar o sistema de conferência de vídeo das jogadas (Hawk-Eye) para determinar se a bola entrou ou saiu da quadra.

Torneio Finals (Disputado no final da temporada)

Para o masculino esse torneio é o ATP World Tour Finals (antigo Tennis Masters Cup) e para o feminino é o WTA World Tour Finals ou Shiseido WTA Finals Shenzhen.

O Finals masculino é sediado em Londres na Inglaterra e o feminino em Shenzhen na China.

Esse é somente um campeonato e para ele são escolhidos os 8 melhores jogadores do ano, ele é muito importante porque às vezes é decidido quem vai subir na liderança do ranking mundial para o final do ano.

O tenista que ganha o Finals recebe a segunda maior pontuação de um torneio no Tênis, são 1500 pontos no máximo, porém, devido ao sistema de grupos do campeonato, quando o jogador perde uma partida ele perde 200 pontos.

Tanto o Finals masculino quanto o feminino são disputados em quadras de piso duro cobertas.

ATP Masters 1000 (Masculino)

Conhecido também como ATP World Tour Masters 1000, essa série de torneios dá ao vencedor 1000 pontos no ranking masculino. Os torneios são:

  1. ATP de Indian Wells ou BNP Paribas Open – Nos EUA em quadras duras. (Março)
  2. ATP de Miami – No EUA em quadras duras. (Março)
  3. Monte Carlo Masters ou Rolex Monte-Carlo Masters – Em Mônaco em quadras de saibro. (Abril – Maio)
  4. ATP de Madrid ou Mutua Madrid Open – Na Espanha em quadras de saibro (Maio)
  5. ATP de Roma ou Internazionali BNL d’Italia – Na Itália em quadras de saibro (Maio)
  6. ATP de Montreal/Toronto ou Rogers Cup – No Canadá em quadras duras (Agosto)
  7. ATP de Cincinnati ou Western & Southern Open – No EUA em quadras duras (Agosto)
  8. ATP de Xangai ou Rolex Shanghai Masters – Na China em quadras duras (Outubro)
  9. ATP de Paris ou Rolex Paris Masters – Na França em quadras duras (Outubro)

WTA Premier Mandatory (Feminino)

Os torneios Premier Mandatory dão 1000 pontos para quem conquista o título, eles são o equivalente ao Masters 1000 do masculino, porém no feminino são só 4:

  • WTA de Indian Wells ou BNP Paribas Open – No EUA em quadras duras. (Março)
  • WTA de Miami – No EUA em quadras duras. (Março)
  • WTA de Madrid ou Mutua Madrid Open – Na Espanha em quadras de saibro (Maio)
  • WTA de Pequim ou China Open – Na China em quadras duras. (Outubro)

WTA Premier 5 (Feminino)

A série de torneios Premier 5 dá ao vencedor 900 pontos no ranking feminino, o prêmio é de 2 milhões de dólares para o primeiro lugar em todos os 5 eventos:

  1. Qatar Ladies Open ou Qatar Total Open – No Catar em quadras duras (Fevereiro)
  2. WTA de Roma ou Internazionali BNL d’Italia – Na Itália em quadras de saibro (Maio)
  3. WTA de Montreal/Toronto ou Rogers Cup – No Canadá em quadras duras (Agosto)
  4. WTA de Cincinnati ou Western & Southern Open No EUA em quadras duras (Agosto)
  5. WTA de Wuhan ou Wuhan Open – Na China em quadras duras (Setembro)

ATP 500 (Masculino)

O ATP 500 ou ATP World Tour 500 é uma série de torneios masculinos que dão 500 pontos para quem vence o título.

Antes o ATP 500 era chamado de ATP International Series Gold, confira a seguir os torneios dessa série:

  1. ATP de Roterdã ou ABN AMRO World Tennis Tournament – Na Holanda em quadras duras (Fevereiro)
  2. ATP do Rio de Janeiro ou Rio Open – No Brasil em quadras de saibro (Fevereiro)
  3. ATP de Acapulco ou Abierto Mexicano Telcel – No México em quadras de saibro (Fevereiro – Março)
  4. ATP de Dubai ou Dubai Duty Free Tennis Championships – No Emirados Árabes Unidos em quadras duras (Fevereiro – Março)
  5. ATP de Barcelona ou Barcelona Open Banc Sabadell – Na Espanha em quadras de saibro (Abril)
  6. ATP de Halle ou Grass Court Open Halle – Na Alemanha em quadras de grama (Junho)
  7. ATP de Queen’s ou Fever-Tree Championships – Na Inglaterra em quadras de grama (Junho)
  8. ATP de Hamburgo ou Hamburg European Open – Na Alemanha em quadras de saibro (Julho)
  9. ATP de Washington ou City Open – No EUA em quadras duras (Julho – Agosto)
  10. ATP de Pequim ou China Open – Na China em quadras duras (Outubro)
  11. ATP de Tóqui ou Rakuten Japan Open Tennis Championships – No Japão em quadras duras (Setembro – Outubro)
  12. ATP de Basileia ou Swiss Indoors Basel – Na Suíça em quadras duras (Outubro)
  13. ATP de Viena ou Erste Bank Open – Na Áustria em quadras duras (Outubro)

WTA Premier Tournaments (Feminino)

O WTA Premier Tournaments são torneios femininos que dão 470 pontos para o vencedor. São 12 no total e a premiação do vencedor varia entre 600 mil e 1 milhão de dólares.

  1. WTA de Brisbane ou Brisbane International – Na Austrália em quadras duras (Dezembro – Janeiro)
  2. WTA de Adelaide ou Adelaide International – Na Austrália em quadras duras (Janeiro)
  3. WTA de São Petersburgo ou St. Petersburg Ladies Trophy – Na Rússia em quadras duras (Janeiro – Fevereiro)
  4. WTA de Dubai ou Dubai Duty Free Tennis Championships – Emirados Árabes Unidos em quadras duras (Fevereiro)
  5. WTA de Charleston ou Volvo Car Open – No EUA em quadras de saibro (Março – Abril)
  6. WTA de Stuttgart ou Porsche Tennis Grand Prix – NaAlemanha em quadras de saibro (Abril)
  7. WTA de Berlim ou Bett1Open – Na Alemanha em quadras de grama (Junho)
  8. WTA de Eastbourne ou Nature Valley International – No Reino Unido em quadras de grama (Junho)
  9. WTA de San José ou Mubadala Silicon Valley Classic – No EUA em quadras duras (Julho – Agosto)
  10. WTA de Zhengzhou ou Zhengzhou Open – Na China em quadras duras (Setembro)
  11. WTA de Tóquio ou Toray Pan Pacific Open – No Japão em quadras duras (Setembro)
  12. WTA de Moscou ou VTB Kremlin Cup – Na Rússia em quadras duras (Outubro)

ATP 250 (Masculino)

O ATP 250 é também conhecido como ATP World Tour 250 e antigo ATP International Series, o vencedor ganha 250 pontos e o valor em dinheiro da premiação varia entre 416 mil e 1 milhão de dólares.

  1. ATP de Doha ou Qatar Exxonmobil Open – No Catar em quadras duras (Dezembro – Janeiro)
  2. ATP de Adelaide ou Adelaide International – Na Austrália em quadras duras (Janeiro)
  3. ATP de Auckland ou ASB Classic – Na Nova Zelândia em quadras duras (Janeiro)
  4. ATP de Sófia ou Sofia Open – Na Bulgária em quadras duras (Fevereiro)
  5. ATP de Córdoba ou Córdoba Open – Na Argentina em quadras de saibro (Fevereiro)
  6. ATP de Montpellier ou Open Sud de France – Na França em quadras duras (Fevereiro)
  7. ATP de Pune ou Tata Open Maharashtra – Na Índia em quadras duras (Janeiro)
  8. ATP de Buenos Aires ou Argentina Open – Na Argentina em quadras de saibro (Fevereiro)
  9. ATP de Nova York ou New York Open – Nos EUA em quadras duras (Fevereiro)
  10. ATP de Delray Beach ou Delray Beach Open – Nos EUA em quadras duras (Fevereiro)
  11. ATP de Marselha ou Open 13 Provence – Na França em quadras duras (Fevereiro)
  12. ATP de Santiago ou Chile Dove Men+Care Open – No Chile em quadras de saibro (Março)
  13. ATP de Houston ou Fayez Saforim & Co. U.S. Men’s Clay Court Championship – No EUA em quadras de saibro (Abril)
  14. ATP de Marraquexe ou Grand Prix Hassan II – Em Marrocos em quadras de saibro (Abril)
  15. ATP de Budapeste ou Hungarian Open – Na Hungria em quadras de saibro (Abril)
  16. ATP de Estoril ou Millennium Estoril Open – Em Portugal em quadras de saibro (Abril – Maio)
  17. ATP de Munique ou BMW Open – Na Alemanha em quadras de saibro (Abril – Maio)
  18. ATP de Genebra ou Banque Eric Sturdza Geneva Open – Na Suíça em quadras de saibro (Maio)
  19. ATP de Lyon ou Open Parc Auvergne-Rhône-Alpes Lyon – Na França em quadras de saibro (Maio)
  20. ATP de ‘s-Hertogenbosch ou Libéma Open – Nos Países Baixos em quadras de grama (Junho)
  21. ATP de Stuttgart ou MercedesCup – Na Alemanha em quadras de grama (Junho)
  22. ATP de Eastbourne ou Nature Valley International – No Reino Unido em quadras de grama (Junho)
  23. ATP de Båstad ou Nordea Open – Na Suécia em quadras de saibro (Julho)
  24. ATP de Newport ou Hall of Fame Open – No EUA em quadras de grama (Julho)
  25. ATP de Gstaad ou J. Safra Sarasin Swiss Open Gstaad – Na Suíça em quadras de saibro (Julho)
  26. ATP de Umago ou Plava Laguna Croatia Open Umag – Na Croácia em quadras de saibro (Julho)
  27. ATP de Atlanta ou BB&T Atlanta Open – Nos EUA em quadras duras (Julho)
  28. ATP de Los Cabos ou Abierto Mexicano de Tenis Mifel – No México em quadras duras (Julho – Agosto)
  29. ATP de Kitzbühel ou Generali Open – Na Áustria em quadras de saibro (Julho – Agosto)
  30. ATP de Winston-Salem ou Winston-Salem Open – Nos EUA em quadras duras (Agosto)
  31. ATP de Maiorca ou Mallorca Championships – Na Espanha em quadras de grama (Agosto – Setembro)
  32. ATP de Metz ou Moselle Open – Na França em quadras duras (Setembro)
  33. ATP de São Petersburgo ou St. Petersburg Open – Na Rússia em quadras duras (Setembro)
  34. ATP de Chengdu ou Chengdu Open – Na China em quadras duras (Setembro)
  35. ATP de Zhuhai ou Huajin Securities Zhuhai Championships – Na China em quadras duras (Setembro)
  36. ATP da Antuérpia ou European Open – Na Bélgica em quadras duras (Outubro)
  37. ATP de Estocolmo ou Intrum Stockholm Open – Na Suécia em quadras duras (Outubro)
  38. ATP de Moscou ou VTB Kremlin Cup – Na Rússia em quadras duras (Outubro)

Entendendo a Fed Cup (Feminino)

Anteriormente conhecida como Federation Cup, a Fed Cup é um campeonato feminino que é o equivalente da Copa Davis, é como se fosse uma copa mundial do Tênis feminino. Quem ganha na Fed Cup não conquista pontos para o ranking mundial.

A Fed Cup tem mais de 100 países inscritos e é considerado o maior evento anual esportivo feminino do planeta. São promovidas partidas de Tênis simples e de duplas.

Funciona assim, tem-se o primeiro grupo com 8 países participantes e o segundo grupo com mais 8 países participantes.

Os restantes dos países que não fazem parte desses 2 grupos principais são divididos em 3 grupos conforme sua região: grupo das Américas, grupo da Europa e África e o grupo da Ásia e Oceania.

Esses grupos restantes competem no ano para poder entrar nos dois grupos principais no próximo ano.

A Fed Cup ocorre todo ano entre os meses de fevereiro e abril.

Em 2020 foi anunciado a mudança no formato e no nome da Fed Cup que a partir de 2021 se chamará Billie Jean King Cup by BNP Paribas, uma homenagem a essa grande tenista que revolucionou as competições femininas no esporte.

A competição passa a ser a maior em questão de prêmios de esporte feminino de equipe, 12 dos melhores países vão disputar o prêmio da melhor equipe em Budapeste por uma semana.

Para ficar no Primeiro Grupo (World Group I Playoff)

As partidas começam com disputas entre os grupos, tem a disputa do primeiro grupo chamada de World Group I Playoff, são 4 países contra 4 países, os 4 vencedores garantem o lugar para o ano seguinte no primeiro grupo e os 4 perdedores vão ter que jogar pelo seu direito de permanecer no primeiro grupo.

Além de garantir o lugar no primeiro grupo, os vencedores vão para as semifinais da Fed Cup para lutar pelo título da nação vencedora do torneio.

Os 4 países perdedores do primeiro grupo vão então fazer partidas contra os 4 países ganhadores do segundo grupo. Os 4 países vencedores ganham uma vaga no primeiro grupo no próximo ano e os 4 perdedores ficam no segundo grupo no ano seguinte.

As disputas são feitas em 2 dias, o vencedor é decidido em melhor de 5 partidas.

No primeiro dia são 2 partidas de simples e no segundo dia mais 2 partidas de simples, a final é decidida em uma partida de duplas.

Para entrar no Segundo Grupo (World Group II Playoff)

O processo é parecido com o do primeiro grupo, 4 países do segundo grupo disputam entre si para poder ter o direito de lutar para entrar no primeiro grupo.

Os 4 países perdedores vão ter que disputar com o grupo restante dos países que não estão nos 2 grupos principais para permanecer no segundo grupo ou cair para o grupo regional do próximo ano.

A disputa das partidas é no mesmo formato da do primeiro grupo que descrevi anteriormente.

Grupos regionais (Groups I-III)

A região das Américas e a região da Ásia e Oceania é dividida cada por 2 grupos, o primeiro com os países mais fortes e o segundo grupo com os países mais fracos.

Na região da Europa e África são 3 grupos, também na ordem dos melhores, sendo o primeiro o melhor e o terceiro os piores.

As disputas em cada região são feitas por torneios de grupos onde todos enfrentam todos e os que ganharam mais partidas são classificados.

São escolhidos os vencedores em melhores de 3 partidas, 2 delas em disputa de simples e uma em uma partida de duplas.

No final, um país do grupo 1 das Américas, um país do grupo 1 da Ásia e Oceania e 2 países do Grupo 1 da Europa e África vão disputar o Playoff para conquistar uma vaga no grupo principal 2 do ano que vem.

Copa Davis (Masculino)

A Copa Davis (Taça Davis) é uma disputa de copa do mundo do Tênis masculino, equivalente à Fed Cup feminina, vários países levam seus tenistas representantes para ganhar o título pela nação.

Diferente dos outros torneios mais famosos e prestigiados de Tênis, os tenistas ganhadores não recebem pontuação no ranking mundial.

A plateia da Copa Davis e da Fed Cup é muito mais participativa do que o normal. A Copa Davis é mais antiga do que a Fed Cup e o formato da copa mundial feminina é bem parecido com a do masculino.

Na Copa Davis você tem um grupo principal formado por 16 países. E os países que não participam do grupo principal são divididos nas regiões das Américas, Europa e África e o grupo da Ásia e Oceania e eles se enfrentam em disputas de grupos para entrar no grupo principal do ano seguinte.

As partidas da Copa Davis acontecem o ano todo entre fevereiro e novembro.

Grupo principal (World Group)

As partidas do grupo principal são tratadas como um torneio só chamado Davis Cup Finals. A cada ano mais de 100 países se candidatam para participar, o número de concorrentes nem sempre é o mesmo, mas a decisão para escolher os vencedores é bem parecida.

O formato anterior

Os 16 países se enfrentam e se classificam 8, esses 8 se enfrentam até classificar 4, os 4 vencedores disputam duas semifinais, os 2 vencedores lutam pelo título da Copa Davis na final.

Novo formato a partir de 2019

Agora são 18 países se enfrentando, antes as disputas eram de melhor de 5 partidas, agora são de melhor de 3 partidas.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes