Como sacar melhor no Tênis de quadra


Você sempre achou seu saque muito fraco ou tem dificuldades para mantê-lo consistente e ameaçador para o adversário? Aqui nesse guia vou te ajudar a melhorar o seu saque no Tênis de quadra e deixa-lo mais potente e consistente.

O saque é um dos golpes do Tênis de quadra mais importantes e quem o dominou já tem uma vantagem enorme contra o adversário.

Eu já estou trilhando o caminho para aperfeiçoar meu saque a cada dia e tudo que aprendi até agora vou compartilhar abaixo, mas lembre-se, não adianta só saber o que deve ser feito, é necessário treinar e isso exige tempo e dedicação.

Técnica e movimento é mais importante do que força

Você já reparou que os tenistas nem sempre possuem um braço muito musculoso e que saques extremamente rápidos e potentes saem de atletas magros? Parece um tanto incoerente, mas a verdade é que um tenista não precisa ser muito forte para sacar forte.

No Tênis de quadra os tenistas usam muito o movimento cinético, ou seja, aquele que busca sua força através do movimento e não somente da massa muscular.

É claro que quem é mais fisicamente forte terá um saque mais potente, a prova disso é que o saque dos homens é bem mais rápido que a maioria das mulheres no Tênis, isso pode ser visto entre os profissionais.

Mesmo sabendo disso, é seguro dizer que alguns homens bem mais fortes do que mulheres que jogam no profissional não conseguem sacar tão potente quanto elas, isso acontece porque o tenista profissional desenvolveu a movimentação adequada para gerar mais potência no saque, em poucas palavras, a técnica superou o físico nesses casos.

E potência não é tudo, se o tenista não tem a técnica apurada, não vai adiantar nada ele sacar um foguete na quadra se ele não consegue fazer isso consistentemente. Um saque que fica na rede ou voa longe da região do saque não ganha ponto algum numa partida.

O que faz o seu saque ser o melhor?

O que é ter um saque melhor? Antes de escrever esse guia eu me perguntei isso, será que é um saque onde sua postura é bonita igual à dos profissionais? Será que é o saque mais potente? Ou será que é aquele com mais efeito?

Cheguei na conclusão que o melhor saque é aquele que te faz ganhar mais pontos em uma partida, então, para melhorar o seu saque, você precisa fazer ele te dar mais chances de ganhar mais pontos.

Para aumentar a porcentagem de chance que você tem de ganhar mais pontos através do saque é importante você desenvolver sua consistência, potência e tática.

Para chegar a um saque consistente, ou seja, quando você começa a cometer menos dupla faltas, quando você consegue controlar mais para onde ele vai, é preciso desenvolver uma boa postura para mais equilíbrio e até mesmo um ritual.

Se você quer mais potência no saque a técnica é extremamente importante, aprender a explorar ao máximo a física do movimento do saque é um grande passo para deixa-lo mais rápido.

Não adianta você ser consistente e ter um saque potente se o adversário passa a adivinhar onde você vai sacar, ou pior, se você saca de uma forma que a bola fique fácil do adversário retornar uma bola vencedora em você (winner), por isso é importante usar tática, estratégia.

Saber variar o saque e usar diferentes tipos de efeito te ajuda a complicar o retorno do adversário e desestabilizá-lo.

É bom saber sacar de formas diferentes e escolher táticas para as jogadas, mas nesse guia vou focar só nos fundamentos para você desenvolver um saque mais rápido e consistente.

Antes de aprender a sacar de diversas maneiras, o melhor é fazer o básico muito bem feito para mais na frente facilitar mais ainda o aprendizado de saques diferenciados.

Treine mais o segundo saque

No Tênis o primeiro saque é normalmente o mais rápido, você pode arriscar mais já que depois terá outra chance e o segundo saque é bem mais fraco porque você só tem mais uma chance.

Importante: Se você está começando agora e tem dúvidas nas regras para sacar no Tênis de quadra, clique nessa matéria que fiz aqui no blog sobre as regras do Tênis, lá tem uma seção explicando o que pode e não pode fazer durante o saque.

Para nós jogadores mais recreativos, que joga só no final de semana ou pouco mais do que isso, o contraste entre o primeiro e o segundo saque são muito mais evidentes.

É comum para muitos treinar mais o primeiro saque, mas saiba que fazer isso vai diminuir muito sua porcentagem de chances de ganhar uma partida.

Tendo um segundo saque muito fraco, você vai dar mais chances de o adversário quebrar o seu saque já que ele vai receber uma bola fácil para retornar, sem contar que você pode cometer mais dupla falta se não está acostumado a treinar o segundo saque.

Se você escolher só sacar com um saque mais forte, vai também cometer muita dupla falta, então o melhor que você pode fazer é treinar para que seu segundo saque seja um meio termo entre potência e consistência.

Então a primeira dica que dou é para que você treine muito mais o segundo saque e execute esse saque com TopSpin, assim a bola tem mais chances de cair na outra quadra e de passar pela rede.

Eu dou uma série de dicas para você poder identificar cada tipo de saque e usar essa informação a seu favor durante uma partida, recomendo muito que você clique aqui para visitar essas dicas aqui no blog.

Desenvolva um ritual

Já reparou que muitos tenistas realizam algum tipo de ritual toda vez que vão sacar? Uns arrumam a roupa, outros quicam a bolinha no chão algumas vezes e entre outros, aliás eu escrevi aqui no blog sobre as manias dos tenistas, clique aqui para conferir, é bem interessante e lá tem uma dica para escolher a bola para sacar.

Desenvolver um ritual para usar nas partidas é muito útil, sacar bem envolve concentração e calma, fazer um ritual te ajuda a manter a cabeça limpa, de se manter relaxado e focar mais no saque.

Durante o treino ou no aquecimento não há necessidade de usar um ritual, repare que os profissionais sacam mais rápido e relaxados quando estão aquecendo, mas durante a partida é muito importante para melhorar seu emocional e mental.

Empunhadura para o saque (Grip ideal para sacar melhor)

Se você realmente quer elevar o nível de seu saque sem exigir um esforço maior de seu braço e condicionamento físico, você tem que parar de usar a empunhadura que você usa para bater o golpe de chão de direita e passar a usar a empunhadura do voleio.

A empunhadura ideal para o saque é a continental ou então a Eastern de esquerda, quando você gira levemente a continental para a esquerda.

A Eastern de esquerda é usada por alguns profissionais para dar mais efeito no saque com menos esforço, mas você também consegue produzir muito efeito usando a empunhadura continental.

Eu já vi e inclusive devolvi ou não consegui devolver saques executados com a empunhadura Eastern ou com a Semi-Western, se você já usa essas empunhaduras no saque e está contente eu não te condeno, mas é importante que você saiba que está perdendo um potencial de transformar seu saque em uma arma mais poderosa ainda.

E se você está lendo esse guia para deixar seu saque melhor, quer dizer que quer mudar ele para um nível acima, então considere trabalhar a mudança da empunhadura, vai ser doloroso no início principalmente se você usa a outra forma por muito tempo, mas valerá a pena.

Usar as técnicas mais apropriadas para o saque vai fazer ele ficar mais potente e confiável sem que você cobre tanto do seu corpo, alguns tenistas profissionais realmente sacam diferente, mas nem todos conseguem ter o corpo que aquente sacar assim.

Como segurar o cabo da raquete

Outro aspecto da empunhadura é a distância dos seus dedos ao segurar o cabo da raquete, tente mantê-los separados e não juntos, para isso basta afastar um pouco mais para cima o seu dedo indicador, fazendo seus dedos ficarem mais na diagonal.

Além disso, você também deve deixar a pegada mais solta, não aperte muito o cabo da raquete.

Por último, posicione a sua mão bem na parte de baixo da raquete, não deixe ela no meio do cabo, muitos tenistas e até mesmo profissionais fazem isso, mas não é o recomendado.

Se você quer um movimento mais livre e relaxado que vai te ajudar a gerar velocidade sem muito esforço, o melhor é deixar a mão próxima do final do cabo para que você tenha mais liberdade para mexer a raquete.

Postura (Plataform Stance vs Pinpoint Stance)

Os tenistas profissionais geralmente usam 2 tipos diferentes de posições antes de começar a sacar, uma delas é a Plataform Stance onde os pés do tenista continuam no mesmo lugar de início até eles pularem ou executarem o movimento, o Roger Federer usa essa postura.

A segunda forma é a Pinpoint Stance, onde o tenista movimenta o pé até que eles fiquem juntos ou próximos antes de pular ou completar o movimento, o John Isner, detentor do recorde oficial da ATP de saque mais rápido usa essa postura.

Porque escolher a postura Plataform

A maioria dos tenistas profissionais usam a postura Pinpoint e se você está acostumado com ela e já tem um bom saque é melhor continuar a usando, mas se você está iniciando ou quer melhorar seu saque, escolha a postura Plataform.

Eu sinceramente nem sabia que existia as duas posturas quando comecei a jogar e provavelmente eu juntava os pés ou os mexia inconscientemente e por muitos anos saquei assim, mas as mudanças foram claras quando descobri sobre a postura Plataform e comecei a usá-la.

O motivo para escolher a postura Plataform é porque ela te deixa mais equilibrado, executar os movimentos do saque fica mais simples e descomplicado.

O saque TopSpin e saque Kick são mais difíceis de fazer na postura Pinpoint por conta da posição do seu quadril devido seus pés.

Quando você junta os pés na postura Pinpoint seu corpo fica mais virado para a rede e nessa posição é bem mais fácil aplicar o efeito slice, porém, mais difícil aplicar o efeito do TopSpin e do Kick.

Você tem que ter um condicionamento físico muito bom para poder girar o corpo para chegar numa posição para fazer o saque TopSpin e Kick usando a postura Pinpoint.

O ruim de você usar mais o saque chapado e slice é que ele é um saque mais arriscado que passa muito perto da rede e as chances de falta no saque é bem maior, o saque com TopSpin e Kick passam a uma boa distância da rede e diminuindo as chances de ele não passar para o outro lado.

Posição troféu (Trophy Position)

A posição de troféu no saque do Tênis recebeu esse nome por conta da postura da miniatura de muitos troféus de campeonatos de Tênis, veja na imagem a seguir a posição sendo executada por um dos maiores sacadores da história do Tênis, Pete Sampras.

Photo by: Shinya Suzuki– CC BY 2.0

Todos aqueles que possuem um saque potente e eficiente chegam nessa posição, ela acontece pouco antes do tenista iniciar o movimento com o braço para acertar a bola.

Se você quer melhorar o seu saque, chegar na posição troféu corretamente é importantíssimo.

Para chegar na posição troféu você tem que movimentar seu tronco para a lateral enquanto estiver executando o Toss (lançamento da bola) e não somente movimentar os braços.

É importante que você mantenha o seu peso equilibrado enquanto estiver na posição troféu para pegar impulso mais adiante para transferir o peso para o pé da frente quando você sair da posição troféu e bater na bola.

O impulso dos dois pés influencia muito na potência do saque.

Repare na gravura da posição troféu de Pete Sampras como o quadril dele está para frente, ou seja, ele não somente dobrou as pernas, ele também levou o quadril para frente.

Se você deixar a mão do Toss levantada e estendida por mais tempo fica mais fácil para trazer o quadril para frente. Leia atentamente as dicas que dou sobre o Toss nessa mesma página.

Muitos jogadores possuem uma posição de troféu que sobrecarga muito as costas, tente evitar dores nessa região corrigindo sua postura, note se suas costas ficam em um formato de “S” bem curvada e corrija para uma postura mais ereta.

Um detalhe importante que também deixa o seu saque mais potente é manter a cabeça da raquete mais próxima de sua cabeça, existem muitos tenistas até mesmo profissionais que deixam o braço muito afastado da cabeça na posição troféu e isso limita o potencial do saque.

O melhor é que seu braço esteja em um ângulo de 90 graus e que a ponta da raquete esteja levemente apontada para cima na diagonal.

Dá para treinar a posição troféu sem lançar a bola todo dia em casa, segure a raquete e fique na posição por alguns segundos para se acostumar com ela. Se possível, faça um vídeo gravando o seu movimento e compare se a posição troféu é parecida com a dos profissionais.

Soltando a bola no saque (Toss)

Um conceito que achei muito interessante e aprendi com as aulas online do Jeff Salzenstein no Youtube é o de você imaginar que não está “lançando a bola”, mas sim “soltando a bola”.

Quando você faz um impulso muito grande para jogar a bola no alto ela vai muito rápida e girando muito, o que dificulta você acertar ela e a jogar de forma consistente.

Para que você não lance a bola e sim solte ela, você deve segurar a bola mais próximo das pontas dos seus dedos e não deixar a bola encostada na palma da mão, mas também não leve isso literalmente, não deixe ela bem na ponta, mas em um meio termo, confira nas imagens.

Eu mesma já cometi o erro de exagerar o conselho do meu professor quando ele diz “deixe a bola na ponta dos dedos”, se você deixar ela no extremo da ponta dos dedos vai ser muito difícil soltá-la.

Quando você levantar o braço ele tem que estar relaxado e esticado, se você notar que está com o braço dobrado ao lançar a bola, isso é um problema, você vai ter dificuldades para medir a força e para levantar a bola na frente de você, com o braço dobrado ela vai para trás naturalmente.

Ao levantar o braço e soltar a bola, tente mantê-lo em uma direção vertical e não diagonal, o que quero dizer é para você não jogar somente o braço para os lados, o movimento que você faz com o seu corpo para deixar seu tronco virado para o lado já deixa o seu braço em posição para sua raquete acertar.

Em resumo, o fato de você estar com a postura correta dos pés e de movimentar seu tronco para o lado já é o suficiente para deixar o braço em posição lateral para o lançamento da bola, você não precisa mexer o braço separadamente para o lado, isso só vai desestabilizar todo o movimento.

Para um bom Toss é necessário a técnica correta para chegar na posição de Troféu, por isso não deixe de ler as outras partes desse guia.

Quando a mão com a bola estiver na altura dos olhos você vai soltar a bola em um lugar ideal para sua altura e ritmo, esse lugar ideal você mesmo vai buscar com a prática, imagine um local onde você sente confortável para fazer o contato e tente levantar a bola para esse mesmo lugar sempre.

Se você quiser um saque com mais efeito, pode demorar um pouco mais para soltar a bola, fazendo isso ela vai ir um pouco para o lado e facilitar o efeito.

Antes da bola atingir a altura dos olhos, não olhe para ela, mantenha a cabeça imóvel, olhe para a quadra adversária antes de iniciar o Toss, durante o Toss não abaixe a cabeça para olhar na bola, passe a olhar para ela depois que você a soltar.

O melhor é que você não coloque muita velocidade no braço que vai lançar a bola.

Após soltar a bola, abra e afaste seus dedos, deixe sua mão aberta e esticada e levemente virada para a lateral, tente não deixar a palma virada diretamente para a rede e sim para o lado (o mesmo lado onde você soltou a bola).

Para o Toss é importante que você saiba que a bola seja “lançada” dentro da quadra para você atingir ela com a raquete na frente do seu corpo e não atrás, se você lançar atrás vai perder consideravelmente a potência do saque e até mesmo o controle dele, é difícil direcionar para onde quer mandar a bola se o lançamento ficou atrás.

Muguruza sacando.

Até mesmo para o saque de efeito você deve lançar a bola na frente, talvez você já escutou a dica sobre lançar a bola acima da cabeça ou atrás, na verdade você vai continuar lançando a bola na sua frente na região da quadra a diferença é que ela será lançada um pouco para o lado e o ponto de contato da sua raquete com a bola vai ser um pouco mais perto.

O lançamento bom para um saque com efeito quique (Kick Serve) é quando você solta a bola e ela vai para a lateral ultrapassando o seu ombro que está na sua frente, enquanto que para o chapado a bola vai um pouco mais para frente na quadra e não vai para a lateral passando do ombro.

Olhando por trás de um tenista sacando, o Toss para o saque Kick parece que está acima da cabeça, mas na verdade não é fisicamente em cima e sim na frente da cabeça.

Obs: É também possível dar um saque Kick com o lançamento normal, alguns tenistas profissionais fazem isso para camuflar bem para o adversário não perceber qual saque ele usará.

Para seu Toss ser mais consistente, você pode treinar também onde você vai cair, se você pula no saque, o que seria o indicado para gerar mais potência, é muito importante sempre cair dentro da quadra e à frente no mesmo rumo onde o seu pé estava antes de saltar.

Seu pé da frente vai cair dentro da quadra juntamente com seu peso que está para frente enquanto que o seu pé de trás vai ser levantado para estabilizar seu corpo, veja a foto a seguir.

Photo by: slgckgc – CC BY 2.0

Passe a reparar onde o seu pé está ficando depois que cai do salto, se ele estiver indo para o lado demais, passe a colocar um cone do lado e comece a treinar para não cair em cima dele e cair só na frente.

Mesmo que seu saque seja aberto e a bola viaje para a quadra adversária diagonalmente, o melhor é seu corpo cair virado para frente e não muito na diagonal onde a bola foi.

Depois que seu pé da frente tocar o chão, traga agora o pé de trás que estava no ar para frente e depois volte para sua posição normal para esperar o próximo golpe.

Movimento contínuo do saque

Se você já leu minhas dicas para melhorar o Backhand já deve estar familiarizado com o conceito do movimento circular que os tenistas usam para dar mais impulso para o golpe e mais potência, se ainda não, dê uma olhada no texto que escrevi aqui mesmo no blog clicando aqui.

Esse movimento circular que é contínuo, não é travado e é executado com o braço solto, é também usado para o saque no Tênis de quadra.

Existe um vídeo fantástico disponível no Youtube pelo professor Tomaz Mencinger do canal Feel Tennis Instruction, apesar de estar em inglês, dá para entender o exercício que ele faz para melhorar sua percepção desse movimento fundamental para o saque.

Treinar isso é bom para você compreender a execução do movimento fundamental no saque, às vezes na internet há muitas instruções quebradas em partes do saque e algumas pessoas acabam travando o movimento porque pensam demais em cada etapa separadamente.

Pronação no saque (Pronation)

Para entender a pronação de forma simples levante o seu antebraço e mão como se você fosse dar tchau para alguém e vire a palma da mão para o seu lado, esse movimento foi uma pronação, o seu antebraço e mão giraram para o seu lado, tudo ao mesmo tempo.

A pronação não é algo específico do saque no Tênis, ela está presente em toda nossa vida, é um movimento. No saque se trata do movimento que a raquete faz antes de acertar a bola.

Se você não virar seu braço você vai errar a bola ou ela vai acertar o aro da sua raquete já que você está usando a empunhadura continental.

Você realmente está executando a pronação?

Se você saca com a empunhadura continental, você naturalmente está fazendo a pronação, agora, se você usa a empunhadura de direita, por exemplo a Eastern de direita, você pode estar sacando sem pronação.

Isso acontece porque a cabeça da raquete já está apontada para a rede, ela já está na posição e seu braço não precisa virar para acertar a bola, isso quando está usando a empunhadura Eastern de direita ou qualquer próxima (aquela que você usa para o golpe de chão de direita).

O ruim de não usar a pronação a seu favor é que você não vai desfrutar de seus benefícios que é uma geração maior de potência no saque. Por isso é muito importante usar a empunhadura que indiquei nesse guia.

Como potencializar a pronação

Você já sabe então que executa a pronação naturalmente quando saca com a empunhadura correta, mas você pode potencializar mais ainda ela assim como os profissionais fazem, tudo para gerar mais potência no saque.

Observe a imagem a seguir da Serena Williams logo após atingir a bola no saque, veja como o braço dela está para o lado e a cabeça da raque está também virada para o lado, isso foi possível porque ela ativamente prolongou a pronação e com isso potencializou mais seu saque.

Photo by: Boss Tweed – CC BY 2.0

Logo após a posição da imagem acima, ela continua a terminação normal, é esse movimento que você tem que treinar.

Essa potencialização da pronação não é algo que você vai começar a fazer depois de algumas tentativas já que ela seu corpo não está acostumado com isso, é necessário treino para aperfeiçoar.

Importante: Nem todos conseguem fazer essa pronação mais elaborada por limitações físicas, se o seu corpo não consegue o melhor é não insistir.

Ritmo do saque

Todas essas etapas do saque desde a postura dos pés, a posição de troféu, lançamento e contato com a bola que mencionei podem ser prejudicadas pela falta de ritmo, se você for muito lento ou muito rápido no momento errado pode dificultar todo o movimento.

Eu já cometi muito esse erro, começava o movimento para chegar na posição troféu rápido demais e depois ficava esperando a bola e mexia o braço mais lento.

O ritmo que melhorou muito meu saque foi iniciar o movimento lento e depois da posição troféu passar a ir mais rápido gradativamente até acertar a bola.

Você pode praticar o ritmo de lento para rápido primeiramente sacando em pé sem dobrar os joelhos e sem pular, tudo para descomplicar o processo até você se acostumar com o ritmo e depois fazer o movimento completo do saque.

Grave seu saque e assista vídeos de saque

E para finalizar, algo que vai te ajudar muito a entender a postura, ritmo e técnica do saque é assistir a vídeos de profissionais sacando, seja em velocidade normal ou em slow motion.

No Youtube você encontrará um monte de vídeos com saques em slow motion, sugiro que você compare os movimentos com os seus, grave você executando o saque e identifique o que você está fazendo de diferente.

É importante você saber que cada um tem um estilo de sacar, os jogadores profissionais fazem movimentos diferentes para chegar na posição troféu, alguns soltam a bola mais alto, outros a soltam bem baixa, mas alguns princípios sempre são seguidos por todos para ter um saque melhor.

Então escolha o movimento que você achar mais confortável para você desde que ele não comprometa todo o potencial desse que é o golpe que inicia toda disputa de ponto no Tênis.

Gostou do guia para sacar melhor? Confira também o guia que fiz aqui no Blog para receber melhor o saque clicando aqui.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes