Como melhorar o Backhand no Tênis


O Backhand, a Esquerda ou revés no Tênis é um golpe que a maioria dos tenistas sente muita dificuldade para executar com precisão e potência como fazem no golpe de direita ou Forehand.

Sabendo disso, fiz uma pesquisa apurada consultando os especialistas no Tênis que dão aula online (Jeff Salzenstein, Top Tennis Training, Feel Tennis Instruction, Crunch Time Coaching, Jorge Capestany, Ramon Osa e vários outros) a respeito de técnicas para melhorar cada vez mais esse golpe de chão.

Para entender melhor o que é golpe de chão (Groundstroke) no Tênis e outras nomenclaturas, visite essa outra matéria aqui no blog.

Adiante eu dou dicas para melhorar ambos Backhands, porém, no final dessa postagem apresento conceitos muito importantes que ajudam a melhorar tanto o Backhand de uma mão quanto o de duas mãos.

Eu pessoalmente comecei a aprender Tênis com um Backhand de duas mãos e faz mais de 2 anos que troquei para o Backhand de uma mão, então eu já testei essas dicas e vi o quanto elas fazem a diferença nos dois Backhands.

Melhorando o Backhand de uma mão

Algo muito importante para um Backhand de uma mão é a percepção do tenista em saber onde a bola vai quicar na quadra, por isso é muito importante que ele observe a rebatida do adversário.

Antecipar aonde a bola vai quicar e qual seria sua altura e velocidade é bastante importante para que você se prepare antes e se posicione corretamente, se você perder o tempo da bola e tentar rebater ela muito em cima de você ou atrasado, o golpe será ineficaz.

5 passos para melhorar seu Backhand de uma mão

Assim como todo golpe do Tênis de quadra, uma boa forma de você aperfeiçoar é dividindo em partes menores cada parte do golpe da forma como você quer executar e trabalhar cada uma separadamente até você ir se acostumando e realizar tudo junto.

Por isso eu dividi em partes o que você pode fazer para deixar o seu Backhand de uma mão mais eficiente, potente e fluido.

1 – Empunhadura

O primeiro ponto que você deve se preocupar para ter um Backhand de uma mão eficiente e ideal como os profissionais usam é o Grip ou empunhadura, recomenda-se que você use a Eastern de esquerda ou qualquer outra próxima a ela.

Para bater a bola com mais TopSpin você pode ir mais extremo que o Eastern e usar a empunhadura Semi-Western.

Photo by: Marianne Bevis – CC BY-ND 2.0

Agora que você já sabe qual empunhadura usar, treine a mudança da empunhadura da sua direita para a de seu Backhand. Para mudar, use a mão esquerda para girar a raquete.

Se você tiver problemas para girar a raquete para mudar, pode começar segurando ela na empunhadura do Backhand e se for acertar um golpe de direita você muda, mas só durante os treinos no início para você se acostumar.

A única exceção para não mudar sua empunhadura é caso você já jogue a vários anos com um Backhand de uma mão usando a empunhadura continental, nesses casos a transição pode ser complicada a ponto de não valer a pena.

A seguir explicarei qual a melhor posição para preparo antes de você começar o movimento para bater o Backhand, é interessante que você faça a mudança da empunhadura enquanto estiver se mexendo para a posição de preparo.

2 – Posição de preparo

Para uma posição de preparo ideal, para gerar mais velocidade e potência, o melhor é deixar a cabeça da raquete apontada para cima, não é algo extremamente importante para ter um bom Backhand de uma mão, mas fazer isso potencializa mais o efeito de seus golpes.

Assim como foi para a empunhadura, é bom ressaltar que se você já joga a anos com o Backhand de uma mão e se sente mais confortável deixando a cabeça da raquete apontada para a parede é melhor continuar assim, é possível melhorar o golpe em outros aspectos.

3 – Movimento (Backswing)

É chamado de Backswing, o movimento para trás que você faz antes de ir para frente para acertar a bola, o melhor Backswing para o Backhand de uma mão é o mais amplo, o curto é ineficiente e não gera muita potência.

Quando você for girar o corpo para o lado observe se o seu ombro está à frente de seu corpo bem próximo de seu queixo, isso quer dizer que você girou o corpo bem para produzir um movimento mais amplo que te ajuda a golpear com mais potência.

Pratique o movimento usando só a raquete e sem a bolinha todos os dias, lembre-se de deixar o braço solto, isso quer dizer que você não vai parar o movimento e você não deve contrair os músculos do braço, não aplique muita força.

4 – Contato

Se você já usa o Backhand de uma mão, sabe que o contato com a bola deve ser feito na frente do corpo, mas algo muito importante também é a distância entre você e a bola que deve ser um pouco maior do que se você fosse usar o Backhand de duas mãos.

Uma ótima dica para ampliar o potencial do seu Backhand de uma mão é deixar o braço dominante (para destro o braço direito) o mais estendido no momento do contato.

Photo by: Marianne Bevis – CC BY-ND 2.0

O seu braço não precisa ficar extremamente estendido quando a sua raquete tocar a bola, mas quanto menos dobrado ele está, melhor é.

O fato de você deixar seu braço estendido está diretamente ligado à distância entre o seu corpo e a bola, por isso é bom você calcular bem o momento de acertar a bola e não ficar muito em cima dela.

5 – Terminação

Por fim e não menos importante, a terminação do golpe de Backhand de uma mão. Terminar qualquer golpe do Tênis em uma posição ideal é imensamente crucial para você garantir que vai bater consistentemente na bola.

No Tênis tudo acontece muito rápido e cada centímetro de movimento diferente pode afetar muito o resultado do seu golpe e a terminação é uma forma de garantir que sua raquete vai se manter em uma certa posição durante o contato com a bola.

Para o Backhand de uma mão é importante que você continue estendendo o braço para cima o máximo que puder e deixe ele relaxado e solto.

Tente sempre terminar o golpe de Backhand de uma mão no alto e jamais na altura da cintura.

Terminação Backhand chapado – Photo by: Carine06 – CC BY-SA 2.0

Para gerar o máximo de TopSpin, você pode buscar uma terminação bem acima de sua cabeça e não uma mais longe dela para o lado, então o caminho que seu braço vai percorrer vai ser mais em pé, de cima para baixo.

Terminação mais TopSpin – Photo by: Marianne Bevis – CC BY-ND 2.0

Alguns profissionais gostam de soltar para o lado o braço quando ele já está no alto, não há problema em copiar isso, mas que fique claro que esse movimento só pode ser feito depois que o braço estiver bem alto e não antes para não afetar o ponto de contato.

Melhorando o Backhand de duas mãos

Existem vários estilos diferentes de Backhand de duas mãos, alguns gostam de usar mais a mão dominante (no caso a mão direita para os destros) e outros gostam de usar mais a mão não dominante (mão esquerda para os destros) durante o golpe.

Todos esses e outros detalhes são preferencias de cada jogador, escolha imitar o backhand que você achar mais confortável, mas tem alguns princípios que um Backhand de duas mãos efetivo e melhor possui em comum e são esses pontos que vou destacar.

Relaxamento dos braços

No Backhand de duas mãos tente deixar suas mãos relaxadas e próximas do corpo, assim você terá uma chance maior de acelerar mais e acertar um golpe potente e com efeito.

Se suas mãos estiverem esticadas logo no início do movimento, é um sinal de que você não está com os braços relaxados e próximos de você.

Empunhadura

Em sua mão dominante (direita caso você seja destro) que fica na parte de baixo do cabo você pode usar a mesma empunhadura da sua direita caso ela seja a Eastern, muitos gostam de mudar para a continental e essa é a mais recomendada, mas não há problemas em usar a Eastern de esquerda também.

Já a mão não dominante que fica em cima do cabo da raquete (mão esquerda para destros), o mais comum é usar o Eastern de esquerda, mas se você quiser usar o Semi-Western não terá muito problemas para controlar os golpes.

Eastern de Esquerda + Eastern de Direita – Photo by: Naparazzi– CC BY 2.0

Dá para usar a empunhadura continental na mão não dominante, mas não é muito bom para gerar TopSpin.

A proximidade das duas mãos é importante, tente mantê-las juntas, encostadas uma na outra, alguns conseguem começar com elas afastadas e juntá-las antes de fazer o movimento, mas se você tiver problemas em fazer esse movimento é melhor começar com elas já juntas.

Footwork (Movimentação e posição das pernas)

O equilíbrio é importante para você bater um Backhand de duas mãos potente, por isso não deixe suas pernas muito afastadas uma da outra e não fique inclinado completamente para frente.

Devolver uma bola no Backhand quando você está parado na posição esperando é bem mais fácil se você está correndo para alcançar a posição para acertá-la.

Se você for bater uma bola enquanto estiver alcançando uma bola no Backhand de duas mãos com posição mais lateral, ou seja, quando o seu corpo está virado para a parede, é muito importante que após bater na bola você traga a perna que está atrás para o lado da sua perna que está a frente, fazendo com que você esteja agora de frente para a rede.

Você pode fazer esse movimento com as pernas quando você for alcançar uma bola jogada na lateral enquanto estiver correndo, mas se a bola não pegou muito ângulo e está mais para dentro da quadra não há necessidade.

Enquanto você estiver realizando a terminação do golpe, você vai começar a virar para frente de forma que ao terminar o movimento você estará de frente para a rede, mas isso é depois de fazer o contato, não faça isso antes do contato para não atrapalhar a batida.

Terminação

Uma boa terminação para o Backhand de duas mãos é com elas acima do ombro de forma que sua raquete fique atrás das costas, existem algumas variações dessa terminação como por exemplo quando a bola vier muito baixa para você.

Se a bola está bem baixa, você pode parar a terminação na sua frente antes dela ir atrás do ombro, não precisa trazer a raquete para trás nas costas para que seu golpe seja mais preciso para você acertar melhor o seu alvo.

Desenvolvimento do movimento único

Repare como o movimento dos jogadores profissionais é fluído e sem interrupções, o pior que você pode fazer para o seu Backhand de uma mão e duas mãos é parar o movimento abruptamente.

Para ter um movimento mais natural e fluido você pode fazer alguns exercícios até mesmo em casa, tudo que você vai precisar é de sua raquete.

São os chamados “Shadow Strokes”, quando você faz o movimento completo do golpe imaginando que vai bater a bola sem bater ela, você já deve ter visto os tenistas fazerem muito isso quando eles começam a golpear sem a bola, principalmente quando eles erram uma jogada.

O Tênis é um esporte que depende muito da memória muscular e do deixar acontecer, os tenistas profissionais gostam de usar os Shadow Strokes para lembrar o corpo de como o movimento ideal deve ser realizado ao invés de repetir na cabeça com palavras como fazer o movimento.

A seguir recomendo que você assista no Youtube uma vídeo-aula que realmente mudou tudo para mim se tratando de golpes de chão (Ground Strokes) de direita e esquerda, mesmo que você não entenda inglês dá para observar pelos movimentos que ele faz e imitar o exercício.

Você pode ver o vídeo desde o início, mas eu separei ele no momento em que ele faz o exercício para o Backhand de uma mão e para o Backhand de duas mãos.

Tenistas profissionais da era moderna possuem estilos diferente de bater um Backhand, mas tem algo que é universal para todos, o movimento contínuo sem pausar e circular para gerar mais potência.

Mais um detalhe importante desse movimento único, é iniciar ele um pouco mais lento e depois acelerar, mas não abruptamente, e sim gradativamente.

Manejo de força no Grip

Parece ser um detalhe bobo, mas apertar demais o cabo ou Grip de sua raquete vai limitar os seus golpes no Tênis e isso não é diferente para o Backhand.

Tente não apertar muito o cabo, imagine que sua raquete seja uma ferramenta e não um pedaço de peso que precisa ser segurado com força.

É difícil explicar com palavras a força necessária que você precisa para segurar a raquete, isso varia de pessoa para pessoa, teste deixando a mão mais solta de forma que ela fique firme o suficiente para rebater a bola, mas não mais do que o necessário.

Tome cuidado para não soltar demais, você não vai querer que sua raquete caia no chão porque não está segurando ela firmemente.

Faço o teste você mesmo, pegue a raquete e comece a segurar apertado o máximo que puder e tente dar um golpe, repare como o golpe vai sair com mais dificuldade, mais travado, observe que dá para visualmente ver até mesmo as veias do seu braço aparecendo do esforço gerado.

Agora tente diminuir a força gradualmente e observe o resultado do golpe, você vai perceber que um braço mais relaxado é mais flexível e é bem mais fácil manejar a raquete e seus golpes assim.

A força no Grip é algo que você pode estar fazendo inconsciente, principalmente no início do aprendizado, eu sempre fiz aulas de Tênis e algo que percebi é que a alguns anos atrás os meus professores diziam para apertar menos a raquete, hoje eu não escuto mais esse conselho deles.

Como corrigir o seu Backhand sem se sobrecarregar

Se você joga com o seu Backhand de uma forma a muito tempo vai sentir dificuldades para muda-lo, isso é natural, pode ser que no treino você faça direito, mas na partida volte a jogar como antes.

É preciso entender que aprender ou aperfeiçoar qualquer golpe no Tênis leva prática, repetição e tempo, por mais que você conheça a técnica e já a tenha executado de forma correta, o seu corpo precisa de tempo para se acostumar até deixar tudo mais automático.

Uma forma muito boa para você corrigir o seu Backhand é fazer isso gradualmente, primeiro pegue um aspecto dele que você quer trabalhar, por exemplo a terminação.

Faça exercícios sem a bola, depois com a bola, depois passe para o rally de bola sem compromisso e quando você estiver mais seguro passe para as partidas recreativas para só depois incorporar em uma partida para valer.

Se você errar não julgue como algo bom ou algo ruim, somente observe como de fato você realizou o seu Backhand, seja ele por completo ou partes dele, tente não ficar repetindo na sua cabeça como fazer o movimento, deixe ele acontecer e observe como ele acontece para depois corrigir.

Assista atentamente ao Backhand de profissionais

Observe muito os jogadores profissionais, algo que me ajudou muito foi começar a assistir mais partidas de Tênis, quando comecei a jogar eu não assistia muito Tênis, eu gostava e ainda gosto mais de jogar do que assistir, mas aprendi o quanto é bom observar.

Faça o seguinte, vá no Youtube ou ligue sua TV ou canal de Streaming da internet e comece a assistir partidas de Tênis, pegue um jogador ou jogadora que você admira e quer ter um Backhand parecido e veja suas partidas.

Se quiser saber como assistir as Streamings de partidas de Tênis, confira os locais aqui nessa outra matéria que fiz nesse mesmo blog.

O importante é que você não somente assista o jogo passivamente, você tem que escolher um dos jogadores e passar a somente observar ele, esqueça a bola e o outro lado da quadra, somente olhe ele e aguarde para observar ele fazendo o movimento do Backhand do início ao fim.

Observe atentamente como o tenista faz para chegar na bola, onde estão as pernas dele, se a bola está muito baixa ou muito alta o que ele faz para devolver com o Backhand enquanto estiver correndo.

Depois imagine-se você em quadra executando o Backhand como o profissional executou.

Se você não tem muito tempo para ver uma partida inteira, pode ir no Youtube que tem vários vídeos curtos de tenistas profissionais executando golpes, alguns até em câmera lenta.

Grave um vídeo do seu Backhand para análise

Uma boa dica é gravar um vídeo de você executando o Backhand, você pode usar qualquer celular para gravar, pode pedir para alguém filmar ou comprar um daqueles tripés para deixar seu celular ou câmera filmando sozinho.

Grave primeiro as imagens do golpe na lateral, depois de frente e depois pelas costas, assim você vai poder saber se você está ou não executando o movimento corretamente como imagina.

Nem sempre percebemos que estamos fazendo algo de errado e filmar a execução do Backhand é muito útil, faça isso principalmente em uma partida porque é nesse momento que você não deveria se preocupar com a técnica e ela tem que vir mais naturalmente.

Alternativamente você pode pedir para alguém observar se você está fazendo corretamente alguma parte do movimento e te dizer quando estiver fazendo errado, se você já faz aulas de Tênis já está acostumado com o professor apontando o que fazer.

Em casa você também pode fazer uns Shadow Strokes (fazer o movimento com a raquete sem rebatar a bolinha) na frente do espelho e observar se o movimento está correto.

Bruna

Eu sou a Bruna, uma jogadora de Tênis recreativa que criou esse blog para ajudar a todos jogadores de Tênis com tudo o que já aprendi depois de alguns anos jogando esse ótimo esporte.

Publicações Recentes